Resistência Elétrica do Clinch com Ponto TOX


 

 

Abaixo segue informações importantes sobre a resistência elétrica no Clinch da TOX

Resistência Elétrica Clinch

Exemplo de resistência elétrica do Clinch em LED strip light

Uma grande vantagem do Clinch é uma resistência com transição mais reduzida. O comportamento da resistência elétrica em um Clinch é especialmente importante quando usada em aparelhos elétricos. O Clinch é muito utilizado em condutores elétricos dos trilhos de porta pré-fabricada para alimentação elétrica da porta de automóveis. Aqui se aplica: a resistência da transição inferior, e a condutividade elétrica superior.

O Clinch no padrão TOX apresenta uma resistência dinâmica substancialmente superior quando comparado com um ponto de solda. No ponto de solda, o calor gera alterações estruturais na junta do material, e isso prejudica bastante a resistência do ponto de solda. É por este motivo, que o Clinch TOX é superior ao ponto de solda com relação à resistência da junta.

Analisando o Clinch, realizamos aplicações e testes abrangentes de laboratório e de campo, onde reunimos as descobertas a seguir com relação às propriedades elétricas do Clinch da TOX:

  • As superfícies da lamina/folha prensadas juntas e deformadas em alta pressão para construir o Clinch (com tecnologia TOX) são favoráveis para a condutividade elétrica. 
  • O fluxo das superfícies revestidas flui também no Clinch, e isso reduz a resistência da transição. A maior parte dos fluxos de corrente flui pelo Clinch. A superfície ao redor do Clinch contribui somente com um pouco (10%) para a condução da corrente. Por este motivo, o Clinch com tecnologia TOX é decisivo! Desta forma, constatamos que superfícies de lâminas de aço oleosas, galvanizadas e coladas possuem pouca influência na resistência da transição.
  • Para realizar uma comparação entre os pontos de solda e as juntas de rebite, deve-se levar em conta os materiais combinados na junta.
  • O Clinch tipo MICROpoint da TOX é excelente para juntar os componentes eletrônicos menores. Este modelo de Clinch é utilizado em diâmetros a partir de 1 mm. Neste Clinch, a junção a frio de lâminas bem finas com larguras pequenas de flange, ocorre sem alteração térmica do material com distorção mínima na parte da peça.
  • Quando o Clinch é feito com chapas que utilizam uma folha plástica entre elas, sabemos que estas são perfuradas durante o processo de união. Desta forma, a folha plástica flui com o material e obtém um aumento quase dez vezes maior da resistência da transição.
  • No Clinch da TOX a combinação “aço/alumínio” mostra os mesmos resultados que a disposição “aço/aço”(em relação às propriedades elétricas).

 





Fixare Produtos e Serviços para Indústrias

Fone: 41.3342.9580


Para conhecer toda a linha de produtos Fixare, clique em sitemap



« Voltar

Menu Página Inicial Segmentos Atuantes Parafusos e Porcas Especiais Adesivos e Selantes Rebites e Insertos Rebites com Rosca Porcas Autocravantes Rosca Postiça Insertos Ensat Pino Para Solda Capacitiva Pinos Autocravantes Roscados Rebitadeiras Hidropneumáticas Insertos Especiais Quem Somos ContatosFale Conosco
Fale Conosco | Sitemap | Fixare.com.br
Criação de Site Otimizado © Conteúdo deste site é protegido pela lei 9610 de 19/02/98 e sua reprodução não é permitida.